A ninfa da fonte

“Per gli incitamenti d’amore stimolati sono ad patorire” (a mente e o corpo são estimuladas para darem à luz pelo incitamento do amor)-Marsilio Ficino( El Libro delle amore- 1491 ) Angelo Poliziano

sangue de drago

Graças ao Google Earth, o Museu do Prado teve a brilhante ideia de filmar alguns quadros por satélite, sendo agora possível visualiza-los nos mais ínfimos detalhes. O primeiro a ser devassado foi o Jardim das Delícias de Hieronymus Bosch, pintado entre 1503 e 1504. Aqui fica um “insert” no painel da Criação. Entre Adão e […]

Mundo de vidro

Melancholia Mentis «Quando tomada pelo humor melancolicus, a alma concentra-se na imaginação e imediatamente se torna-se habitação dos espíritos inferiores, dos quais muitas vezes recolhe excelentes benefícios nas artes manuais… Quando a alma se concentrada na razão, torna-se abrigo dos humores medianos, assim atinge o conhecimento das coisas naturais e humanas…Mas, quando a alma plana […]

A visão de Dürer

Eis o relato que o artista ao acordar nos deixou do seu sonho: «Na noite de quarta para quinta-feira depois de Pentecostes (7-8 de Junho de 1525), vi em sonhos o que representei neste esboço: uma multitude de trombas de água caindo do céu. A primeira atingiu a terra a uma distância de quatro léguas: […]

Falta de maneiras

Hans Holbein, Erasmus, 1523 Claro que Leonardo não foi propriamente um mestre-de-cerimónias apesar dos esforços na educação das maneiras à mesa dos seus ilustres amos. Uns anos mais tarde, no Norte da Europa protestante, Erasmo de Roterdão vai redigir um pequeno tratado para a educação dos jovens príncipes- o De civilitate morum puerilium (Da civilidade […]

Uns grandes javardolas…

Ludovico Sforza e Beatrice d’Este, Pala Sforzesca, Pinacoteca de Brera, Milão.c.1494 Não é só pela carteira que se conhece um senhor. Há quem afiance que a gravata para eles e os sapatos para elas são critérios mais válidos mas o certo é que na mesa se tiram as teimas. Parece que já o afirmavam os […]

As Doze Noites Santas

Estamos a entrar no tempo do mundo-às-avessas, das Festas dos Inocentes ou das Doze Noites Santas que se seguem ao Natal e antecedem a Epifania. A tradição que as envolve é complexa e tem como antecedente uma noção pendular do Tempo que Platão também teorizou no mito do político. No início O demiurgo segurou na […]

La Sans Pareille

La Sans Pareille Mata-se o que mais se ama Simonetta Vespuci, Cleópatra de Piero di Cosimo, vampirizada por Giulliano de Medicis. Esce sbandita la Viltà d’ogni alma, e, benché tarda sia, Pigrizia fugge; a Libertate l’una e l’altra palma legon gli Amori, e quella irata rugge. Solo in disio di gloriosa palma ogni cor giovenil […]

Giulia la Bella

Je suis belle, ô mortels! comme un rêve de pierre, Et mon sein, où chacun s’est meurtri tour à tour, Est fait pour inspirer au poète un amour Éternel et muet ainsi que la matière. Baudelaire dama com unicórino (Rafael) Outra Giulia- a neta- a amada Orsini de Bomarzo «Para ahuyentar esos pensamientos desazonantes, que […]

Perspectiva

Alberti (1404-1472) “O Quadro é um corte de plano da pirâmide visual” «O Renascimento conseguiu, deste modo, racionalizar por completo, matematicamente, uma imagem do espaço previamente unificado sob o ponto de vista estético. Isto implicava, como vimos, a abstracção profunda da estrutura psicológica do espaço e o repúdio da autoridade dos Antigos. Tornava-se agora possível […]

Malatesta

Piero della Francesca, Sigismondo Pandolfo Malatesta, 1451 EGRADMENT li antichi cavaler romanj davano fed a quisti annutii And he put us under the chiefs, and the chiefs went back to their squadrons: Bernardo Reggio, Nic Benzo, Giovan Nestorno, Paulo Viterbo, Buardino of Brescia, Cetho Brandolino, And Simone Malespina, Petracco Saint Archangelo, Rioberto da Canossa, And […]